Apertem os cintos, o carro fúnebre sumiu!

Pavilhão Santos Dumont copy (600 x 400)Na noite de terça-feira (14), o carro fúnebre que transportou o corpo de Santos Dumont para São Paulo, um Chevrolet Ramona de 1929, feito com 70% de madeira e motor de seis cilindros, foi retirado do pavilhão onde estava exposto na Avenida Leomil, esquina com a Avenida Puglisi.
O assunto repercutiu nas redes sociais dividindo a opinião de internautas em acalorada discussão por conta das informações desencontradas sobre o destino do veículo. O secretário adjunto do Turismo Marcelo Nicolau, em postagem na sua página do facebook disse que o carro funerário foi retirado do local que se encontrava por medidas de segurança e deterioração do local e que, a pedido do Prefeito Valter Suman, o veículo fora doado à Base Aérea de Santos para completar o acervo do museu que homenageia o herói. Só que este museu não existe, e conforme informações da Base Aérea, o carro ainda não foi doado e não existe previsão para a ação. Tampouco, para o acervo do local.
Segundo a Prefeitura, em nota, o carro fúnebre foi retirado e provisoriamente levado para a garagem municipal e o espaço que abrigava o automóvel histórico será compartilhado entre a Secretaria de Turismo e a Secretaria de Defesa e Convivência Social.
Consultado sobre a possível doação do patrimônio público, o vereador Edilson Dias (PT) afirmou que o assunto será discutido na próxima sessão da Câmara. (Foto: Alex Ferraz)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>