“Benzi não tem comprometimento com a cidade, nem com o prefeito”

politicos (600 x 262)“Não sou mulher de recado, qualquer secretário que eu veja que está fazendo coisa errada eu vou cobrar sim! É muito fácil a pessoa sentar na cadeira e nem saber o que está fazendo ali e não assumir seus atos e ir para as redes sociais e jogar o seu erro nas costas do prefeito. Você não teve ética, Gilberto Benzi! Foi falta de competência sua sim! Você não tem nenhum tipo de comprometimento com a cidade, nem com o prefeito. Você pensou só no seu umbigo, você só pensou na sua carreira política e não é assim que um político tem que agir.”
A bronca foi da vereadora e líder do prefeito, Andressa Salles (PSB) em entrevista no programa Forrobodó do comunicador Gilson Lima, na última quinta-feira (17).
Na semana passada, a vereadora, em matéria exclusiva para este jornal logo após as últimas oitivas da Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara Municipal, que investiga as irregularidades na licitação do Aeroporto Civil de Guarujá, a qual preside, concluiu que o fracasso do certame se deu por teimosia do secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário, Gilberto Benzi, e que ele teria induzido o prefeito a erro e com isso a cidade teria perdido, além das despesas com publicações legais, sete meses no desenvolvimento da cidade da Baixada Santista.
“Benzi insistiu que a empresa dos Emirados Arábes que participava do Consórcio Guarujá Airport estava apta, que tinha toda a documentação, dependendo apenas de um selo do consulado já que é de fora do Brasil, mas acontece que quando uma empresa participa de uma licitação ela já tem que estar com toda a documentação no momento da abertura de envelopes de qualificação e quando isso não acontece tem que cancelar todo o processo e iniciar um novo certame. Com isso Guarujá perdeu sete meses. Além do prejuízo com os custos inerentes às publicações legais, o prejuízo maior foi ao desenvolvimento não só da cidade, mas de toda a região da Baixada Santista. O prefeito acreditou na palavra do seu secretário que passou para ele que estava tudo certo, mas na verdade não estava, como ficou comprovado durante o inquérito. Quando o prefeito constatou as irregularidades e que poderia ter mais gastos, imediatamente cancelou o processo licitatório para não ter mais prejuízos.”
O secretário rebateu as declarações nas redes sociais, afirmando que a decisão de continuar com a licitação fracassada no final da administração anterior teria sido do prefeito Válter Suman.
“Foi o prefeito, meu superior hierárquico, que deu deferimento ao recurso da empresa porque existe jurisprudência que define que quando um consórcio tem uma das partes que é de fora do país, uma empresa internacional, essa documentação tem uma certa lentidão e desde que o processo não sofra prejuízo, ou seja, desde que até o final do certame isso seja sanado, esse consórcio pode continuar participando da concorrência. E tendo em vista essa jurisprudência, o prefeito , mesmo não quisesse, é obrigado a deferir o recurso, tanto que ele deferiu, só que chegou num ponto que acabou o prazo e aí nós realmente fracassamos o certame. Agora como é que podem o diretor da Comissão de Compras e o Chefe da Comissão de Licitações da prefeitura que depuseram à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara não saberem disso. Fica minha dúvida se houve má fé”, afirmou Benzi à nossa reportagem.
Nesta semana o caso teve mais um desdobramento. O prefeito Válter Suman anunciou que daqui para frente, o aeroporto passa a ser assunto exclusivamente da Secretaria de Governo, saindo, portanto, da alçada da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Portuário. Uma derrota política para Gilberto Benzi e um balde de água fria nas suas pretensões eleitorais, conforme a opinião de observadores.

Sobre o assunto, conversamos com o prefeito Válter Suman:

“Primeiramente a gente não quer alimentar nenhuma polêmica. Nosso foco é o trabalho, a realização. O processo do aeroporto hoje tem 13 volumes desde que foi iniciada essa discussão. Desde o início do nosso governo o que nós fizemos foi resgatar o sepultamento do projeto que aconteceu na administração anterior por questão de apresentação de documentação formal. Não deram na época oportunidade para o consórcio Guarujá Airport apresentar, dentro da legalidade, os documentos.
Ninguém mais do que eu deseja o aeroporto aqui, bem como toda a classe de comerciantes, rede hoteleira, Convention Bureau e a sociedade como um todo. O que nós temos que fazer, enquanto prefeitura municipal é proporcionar as condições legais para que isso ocorra. Em nenhum momento, eu ou quem quer que seja lutamos contra a implantação do aeroporto, isso seria inconcebível. Quero entender que possa ter havido um deslize da parte do atual secretário de Desenvolvimento Econômico nesse sentido, quando atribuiu ao prefeito municipal o insucesso do aeroporto. Já conversei com o secretário, ele sabe muito bem que isso não é verdade e já reconheceu esse equívoco da parte dele. Nosso foco agora é a regularização do aeroporto que doravante passa a ser um assunto única e exclusivamente ligado à Secretaria de Governo, dado ao tamanho da importância e da complexidade do assunto.”
Perguntado sobre a atitude da sua líder em confrontar abertamente o secretário, Suman insistiu que não quer fomentar polêmicas e não será ele um agente de desarmonia.
“Quando as pessoas começam a se prender em projetos individuais em detrimento do objetivo da cidade, ela não vai avançar. A cidade está acima de qualquer interesse, seja ele de que nível for, político, econômico ou pessoal e a minha função como prefeito é ser guardião do interesse da cidade. Polêmicas à parte, eu não vou me pronunciar nesse sentido. O meu foco é tornar o aeroporto uma realidade e é para isso que estou lutando”, conclui.
Nossa reportagem procurou o secretário Gilberto Benzi por duas vezes e não obteve retorno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>