Celebremos com júbilo, Antonieta não é mais prefeita de Guarujá. Agora é à vera Suman

Foi uma vitória numa eleição disputadíssima com segundo turno, e o médico Válter Suman é o prefeito já diplomado pela Justiça Eleitoral e empossado pela Câmara.
Reuniões e visitas de agradecimento pela vitória acabaram, agora é à vera (pra valer) Dr. Suman.
O médico recebeu de Antonieta uma cidade agonizante, arrasada, destruída por oito anos de uma administração que qualificamos desde o começo neste espaço, na TV e na Internet como arrogante, prepotente e incompetente.
Nossa classificação, infelizmente, estava correta. Já na transição a ex-prefeita fez o que pôde para “atrapalhar” a nova administração. Diferente de ex-prefeitos que perderam a eleição ou não fizeram sucessores, como o saudoso Maurici Mariano e Farid Madi, a agora ex-prefeita Antonieta de Brito, do PMDB, não autorizou as subcomissões solicitadas pelo prefeito Suman. Através delas, a nova gestão pretendia detectar os problemas antes de assumir e, em assumindo, já ter até algumas respostas ou soluções para os problemas.
Sem as subcomissões Suman assumiu meio que às cegas. Hoje o governo Suman completa uma semana.
Já na primeira semana, o novo prefeito tem se esforçado para mostrar resultados práticos para a população.
Na Saúde, além de estar indo pessoalmente nas unidades, decretou de imediato “Situação Excepcional de Emergência” visando soluções rápidas para os inúmeros problemas herdados da administração Antonieta.
Na zeladoria está comandando pessoalmente uma força tarefa visando agilizar a capinação e limpeza de ruas e praças, até então abandonadas.
No começo é isso mesmo. O prefeito indo pessoalmente para a rua incentivando os trabalhadores e equipe. Sangue novo, motivação, foco…
Entretanto, para breve, precisará ser menos esforço físico e maior poder de planejamento administrativo e articulação política.
Na eleição da presidência da Câmara, Sumam já sofreu sua primeira derrota, ao ver o vereador Edilson Dias, do PT, ser eleito presidente sem os votos dos vereadores próximos a ele, que seguiram o vereador Nicolaci e saíram do plenário da Câmara.
Essa derrota na Câmara, no momento, é mais simbólica do que prática. Afinal, o governo está iniciando e nenhum vereador em sã consciência terá coragem de votar contra projetos que favoreçam o cidadão e a cidade.
É com o passar do tempo que essa derrota pesará nos ombros do prefeito. Passadas a euforia da vitória, da posse e do novo governo vem a realidade: no Brasil, existem três poderes. E o Legislativo é um deles.
Não dá para governar bem tendo uma Câmara contra. Os poderes devem ser harmônicos e independentes.
Na prática, entretanto, uma conversa mal conversada ou não conversada, uma mágoa aqui outra ali com um vereador fica mais “caro” politicamente para o prefeito.
Entretanto, esse é um problema para um futuro próximo. Então, vivamos o hoje. E hoje, o momento ainda é de alegria e esperança para Guarujá. Afinal, além de termos novo prefeito e, agora, também primeira dama, podemos festejar com júbilo, alegria: Antonieta não é mais prefeita de Guarujá. E, graças a Deus não fez sucessor.
Então, por ora, celebremos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>