CONSTRUINDO UMA CIDADE EMPREENDEDORA

valtersuman (600 x 450)Guarujá começou 2018 com uma marca importante, de acordo com os dados divulgados pelo Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-SP), fomos a cidade da Baixada Santista com o segundo maior índice de crescimento de microempreendedores individuais (MEIs) em 2017, totalizando 2.292 novos MEIs, ficando pouco atrás de Santos, com 2.963. Um resultado significativo para o nosso município, que de certa maneira já colhe os primeiros frutos de uma mudança de atitude e paradigmas acerca das políticas públicas voltadas ao empreendedorismo, que passaram a ser também prioridade. gilbertobenzi (600 x 600)Com o lema “fazer do empreendedorismo uma ferramenta de desenvolvimento econômico e social”, iniciamos em 2017 um trabalho estratégico de formação empreendedora, levando aos bairros, escolas públicas, centro comunitários e núcleos de comércio popular, uma série de palestras, oficinas e workshops de capacitação e formação de novos micros e pequenos empresários. Assim, nasceram projetos como Circuito Empreendedor, Semana Sebrae, Declara MEI, Futuro Empreendedor, Banco do Povo Itinerante e o evento Mês do Empreendedor Guarujá. Soma-se a isso a inauguração do primeiro posto fixo do Sebrae no município, instalado na Sala do Empreendedor, local onde o empresário, ou a pessoa que deseja montar o seu próprio negócio, tem acesso aos serviços de consultoria, capacitação, formalização e acesso a crédito. Em uma cidade com tantas potencialidades, mas marcada historicamente pelo desequilíbrio social, nossa aposta no microempreendedorismo não é por acaso. Isso porque a prática é a alternativa mais direta contra a crise econômica, que afeta principalmente as famílias mais carentes. Logo, quando democratizamos esse conhecimento e oferecemos junto um real suporte para que as pessoas além de empreender, possam tornar seus negócios viáveis, estimulamos a partir da base o surgimento de toda uma cadeia produtiva de bens e serviços, capaz de criar um ciclo virtuoso que envolve geração de renda, receita e emprego. Sabemos, essa não é uma tarefa fácil, ainda mais quando palavras como recessão dão a tônica dos noticiários. Mas é um desafio que Guarujá está enfrentando com ousadia, tendo no fomento ao empreendedorismo uma ferramenta social para a construção de uma cidade mais inclusiva, solidária e próspera para cada um de seus cidadãos. Avante ! Válter Suman – prefeito de Guarujá Gilberto Benzi – secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Portuário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

completar *