Denúncia de munícipe contra presidente da Câmara deve ser arquivada

Edilson_Página 03_Quadro (450 x 600)Um pedido de cassação do presidente da Casa, o vereador Edilson Dias (PT), protocolado na última segunda-feira na Câmara dos Vereadores, pelo munícipe Roberto dos Santos Nunes.
O documento foi lido na sessão da última terça-feira (28) pelo vereador Juninho Eroso (PP). Após a leitura, Edilson pediu a palavra para explicar que a denúncia não tinha corpo legal, pois para ser válida, precisaria ser protocolada pela Mesa Diretora, vereador ou algum partido político e não por um munícipe.
“Estou totalmente tranquilo em relação aos meus atos e da improcedência dessa denúncia. Não vai ser isso que vai me intimidar ou frear as ações de transparência e moralização que tenho adotado. Sei que há muita gente incomodada com isso, mas não vai ser dessa maneira que vão barrar o meu trabalho”, declarou Edilson.
O pedido apresentado pelo munícipe faz ligação entre a contratação do diretor jurídico da Casa Paulo Cesar Clemente, feita por Edilson, e outro vereador, Zé Teles Junior (PPS), que teria contratado o filho do referido diretor para sua assessoria.
Antes da sessão, Edilson afirmou não ter grau de parentesco com nenhum dos dois profissionais nomeados. “Infelizmente, é lamentável que as pessoas criem factóides para confundirem a população”, declarou.

Câmara
Em nota, a assessoria de imprensa da Câmara informou que não há processo. “Trata-se de denúncia de munícipe, protocolada nesta segunda-feira (27), que foi lida em plenário e, de imediato, esclarecida pelo próprio presidente, assim como pela assessoria jurídica da Câmara”, informou.
A nota informa ainda que, após a leitura da denúncia, foi evidenciada a inconsistência técnica das argumentações apresentadas.
Ainda assim, foi feito um pedido de vista (adiamento da análise do tema), por parte da líder do governo, Andressa Sales (PSB), o que impediu a votação da matéria que, em tese, será feita na próxima semana. O vereador Sérgio Santa Cruz (PRB) antecipadamente manifestou-se sobre o arquivamento da denúncia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>