Diretoria do Sindserv impede reajuste  linear e Unimed reapresenta proposta

SindServ (600 x 450)Atuando energicamente, a diretoria executiva do Sindserv não aceitou a proposta de reajuste dos planos de saúde proposto pela Unimed Santos, na ordem de 41,21% e recebeu nova proposta com reajustes diferenciados. Antes do Natal a cooperativa de serviços médicos havia oficializado a entidade sindical e havia proposto um reajuste linear nos contratos vigentes, três no total. A empresa alegou que o índice de sinistralidade do plano estaria muito elevado, o que significa que a utilização do plano de saúde estava alcançando índices acima do esperado e que para manter o equilíbrio financeiro a empresa necessitava de um índice elevado de reajuste nos planos. A diretoria executiva do Sindserv se posicionou contraria a esta afirmativa e apontou que o servidor não poderia ser penalizado pela gestão do plano. E mais, ressalvou que a utilização seria um risco que a empresa correria estando no mercado, não significando que este risco deveria ser repassado aos servidores. Diante deste posicionamento a Unimed apresentou nova proposta que foi divulgada pela diretoria do Sindserv na segunda-feira (2). Desta vez, a empresa sugere reajustes diferenciados para os contratos. Para os servidores enquadrados na Lei 1212 – aqueles que se beneficiaram do plano, após a inatividade ou aposentadoria, o reajuste proposto é de 15,35%, por exemplo. Se você é servidor, usuário da Unimed confira o número de seu contrato e o reajuste proposto: Contrato 104065 – 27,70% Contrato 104066 – 15,35% Contrato 104067 – 15,35% “Longe do ideal sabemos que tudo está sendo reajustado, seja pelos índices oficiais ou não da inflação, seja pela correlação entre oferta e procura, o que não pode ser feito é aceitar passivamente os reajustes propostos”, posicionaram-se os membros da diretoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

completar *