Guarujá registra queda nos preços da Cesta Básica em 2017

cesta-basica (600 x 400)Dois indicadores econômicos de Guarujá levantados por pesquisadores da UNAERP registraram queda de preços em 2017. Na pesquisa da Cesta Básica (CB UNAERP), composta por 28 itens entre Alimentação, Limpeza e Higiene, o ano de 2017 fechou em queda de -15,74%. No outro indicador, a Cesta Básica Nacional (CBN UNAERP), que compara os preços de Guarujá com as capitais brasileiras, a redução foi da ordem de -0,63% no período, colocando a cidade na 11ª posição entre as cidades mais baratas em 2017. Os dados fazem parte das pesquisas de Cesta Básica e Cesta Básica Nacional, ambas mensuradas pela equipe do Núcleo de Pesquisas Fernando Eduardo Lee da UNAERP Guarujá, sob coordenação do Prof. Dr. Rubens Ulbanere. Cesta Básica (CB UNAERP) A pesquisa da Cesta Básica (CB UNAERP) registrou queda de -15,74% no ano de 2017, passando de R$ 683,37 em janeiro para R$ 575,79 em dezembro. Segundo o relatório da pesquisa, os três grupos de produtos tiveram redução nos preços, sendo Higiene (–22,57%), Limpeza (–22,06%) e Alimentação (–14,43%). O macarrão (-64,92%) foi o item com maior redução de preços, enquanto que a água sanitária (54,96%) registrou a maior alta. Outro dado da pesquisa CB UNAERP é a indicação dos preços nas duas regiões da cidade: a região central (que compreende centro/orla) e o distrito de Vicente de Carvalho. Durante o ano de 2017, os valores da CB em Vicente de Carvalho ficaram abaixo dos preços da CB de Guarujá, sendo que a maior variação percentual foi de 59,63%, em janeiro de 2017 e a menor foi em setembro, com 6,50%. Na média, a variação de preços entre as duas regiões foi de 21,48%. A pesquisa CB UNAERP também compara os preços praticados no município de Guarujá (média) com os números aferidos na capital São Paulo. Exceto em janeiro e fevereiro de 2017, nos demais meses Guarujá teve cesta básica mais barata que a capital paulistana, com destaque para o mês de outubro, com variação de –13,34%. Na média, a CB da capital São Paulo registrou o valor de R$ 661,55 e a CB UNAERP R$ 614,72, uma diferença negativa de –7,08%, representando uma economia de R$ 46,83. Cesta Básica Nacional Neste outro estudo, aplicado pelo Núcleo de Pesquisas Fernando Eduardo Lee, são medidos os preços de 13 (treze) produtos especificados pelo DIEESE (principais do consumo do brasileiro), e os dados são comparados entre as capitais brasileiras. Em 2017, a média das capitais brasileiras que fazem parte da pesquisa resultou em uma deflação de -7,44%, representando uma redução de custo de R$ 29,44 no período. Os dados coletados em Guarujá indicaram que a cesta básica teve pequena redução, da ordem de -0,63% no período, passando de R$ 363,23 em janeiro para R$ 360,93 em dezembro. Ainda sim, o índice CBN UNAERP ficou na 11ª posição entre as capitais mais baratas do País. E dos trezes produtos que compõem a CBN de Guarujá, nove apresentaram redução nos preços, com as maiores quedas no feijão (-38,89%), farinha de trigo (-38,17%) e pão francês (-23,87%). Já a carne (35,36%), o tomate (17,48%) e a manteiga (11,94%) foram os itens que mais tiveram aumento de preço. Metodologia O levantamento de preços da Cesta Básica (CB UNAERP) relaciona 29 itens (Alimentação, Limpeza Doméstica e Higiene Pessoal), conforme estabelecido pelo PROCON/DIEESE de São Paulo, permitindo comparação de preços entre os produtos das regiões Centro/Orla de Guarujá e Distrito de Vicente de Carvalho e relacionando com o valor obtido na capital paulista. Já a Cesta Básica Nacional CBN/UNAERP consiste no levantamento de preços em seis estabelecimentos, sendo três na região centro/orla e três no Distrito de Vicente de Carvalho. A cesta é composta por 13 produtos alimentícios especificados pelo PROCON/DIEESE, e as médias são calculadas e comparadas com os valores das cestas básicas de algumas capitais brasileiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

completar *