Há 30 anos, Guarujá perdia Cônego Domênico Rangoni

Domenico-Rangoni_ovadiasaadia.com.br (426 x 600)No dia 08 de novembro de 1987 morreu Cônego Domênico Rangoni uma das figuras mais emblemáticas da nossa cidade, cujo legado de obras sociais voltadas à melhoria da qualidade de vida da população, é motivo de orgulho para todos aqueles que conviveram com ele.
Nascido na Itália, em Mediciana, Província de Bologna, no dia 1º de março de 1915, Don Domênico, como passou a ser conhecido no Brasil, foi responsável por uma infinidade de obras sociais que mudaram dramaticamente a vida de milhares de pessoas. Suas obras beneficiam até hoje o povo da cidade de Guarujá.
Entre suas grandes obras sociais, destacam-se a construção da Igreja Matriz, o Hospital Santo Amaro, o Posto Médico, a Creche Ninho Maternal (Hoje Creche Anna Juliana Tybor Passaes), a Faculdade e o Colégio Don Domênico, entre outras, criadas sempre com o objetivo de atender a população mais carente.
Segundo a obra Don Domênico: O Homem e a Obra, sua vocação para o sacerdócio e sua busca incessante pela melhoria da qualidade de vida dos mais carentes, se deu entre os 13 e 15 anos, quando ao assistir a um filme cujo enredo focalizava um missionário italiano exercendo seu apostolado na África, ficou impressionado despertando o seu desejo de desenvolver trabalho similar.
Uma das pessoas que mais conviveu com Don Domênico é Maria Auxiliadora, funcionária mais antiga da instituição, tendo trabalhado por 17 anos ao lado do padre. “Conheci Don Domênico na década de 70, no começo das obras da Faculdade e desde o primeiro momento percebi sua personalidade forte e seu compromisso com as pessoas mais carentes”, lembra.
Outra característica marcante de Don Domênico era sua capacidade de persuasão, especialmente, para angariar fundos para o desenvolvimento das obras sociais. “Don Domênico tinha relacionamento com pessoas muito influentes da política, iniciativa privada, esportes, etc., sendo muito respeitado por todos, o que permitia a ele angariar recursos suficientes para o desenvolvimento das obras sociais”, destaca Maria Auxiliadora.
A Faculdade e o Colégio Don Domênico, dois símbolos do legado deixado por Don Domênico, externam aqui seu respeito e admiração por figura tão importante e marcante na vida daqueles que, de alguma forma, tiveram suas vidas transformadas pelas Obras Sociais Don Domênico. Como parte dessas obras, temos trabalhado de forma diligente no sentido de continuar seu legado, preservando o espírito solidário e humano que permearam sua vida.
Fica nossa homenagem e respeito ao querido Cônego Domênico Rangoni.

 

Leandro Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>