O Gabinete de Gestão Integrada define ações de segurança

GestaoIntegrada (600 x 400)O Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) de Guarujá se reuniu pela primeira vez nesta gestão na quarta-feira (11), com a presença dos gestores de segurança do Município. Em pauta, ações emergenciais de curto, médio e longo prazo voltadas ao combate da criminalidade. Entre elas, as operações especiais realizadas pela Força Tarefa; revisão da sinalização viária da Cidade; implantação da Zona Azul (estacionamento rotativo) em vias do Município; ordenação da fila da balsa; reestruturação da Guarda Civil Municipal (GCM) e o plano integrado de prevenção para a Defesa Civil. A Secretaria Municipal de Defesa e Convivência Social encontra-se dividida em cinco diretorias, que, integradas, vêm traçando ações emergenciais e urgentes para o resgate da dignidade da Cidade. Na Diretoria de Trânsito, as ações serão voltadas para a proteção da vida, com revisão da sinalização viária horizontal, vertical e semafórica, tornando as ações da pasta preventivas e não punitivas. “Temos tudo por fazer, com urgência. Com o vencimento do contrato anterior, há necessidade de realização de uma contratação de urgência para a manutenção dos semáforos, que na administração anterior estava sendo comandada pela empresa contratada e não pela diretoria de trânsito, sem critério e planejamento, atendendo interesses individuais, e não coletivos”, disse o diretor Municipal de Trânsito, coronel Marco Aurélio dos Santos Pinho. Foi esclarecido que a ação dos radares também será diferente a partir de agora. Segundo o diretor, os equipamentos são fixados para prevenir acidentes e não para criar receita ao Município. Será um trânsito sem pegadinhas”, disse o diretor. Outras mudanças estão previstas para o trânsito na Cidade, como a implantação da Zona Azul, projeto que está em fase de análise contratual. Há também a intenção de se formalizar a profissão de guardador de carro em Guarujá. A fila da balsa contará com monitoramento constante, evitando os “fura filas”. Constatando-se qualquer abuso, a orientação é a retirada da fila e lavratura de auto de infração. Em relação à reestruturação da Guarda Civil Municipal, a pretensão é alocar os guardas distribuídos para funções ambientais e de trânsito, unindo o contingente para as funções essenciais da categoria. A intenção da nova administração é de que a Guarda exerça efetivamente seu papel dentro do sistema de segurança pública. Já Defesa Civil de Guarujá incrementará sua atividade operacional com o mapeamento de áreas de risco e da área portuária, ingresso no Plano de Auxílio Mútuo do Porto (PAM) e confecção do Plano de Contingência da Defesa Civil específico para Guarujá. Hoje, a Coordenadoria Municipal da Defesa Civil segue o plano implantado para o estado de São Paulo. A reunião foi coordenada pelo Secretário Municipal de Defesa e Convivência Social, Luiz Cláudio Venâncio Alves, com presença do delegado titular de Guarujá, Marco Antônio Couto Perez; tenente da Polícia Militar, Roberto Trujillo; coordenadora da Força Tarefa, Valéria Amorim; diretor municipal de Trânsito, coronel Marco Aurélio dos Santos Pinho; diretor da Defesa Civil, coronel Carlos Smicelato, entre outras autoridades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

completar *