“O passado, o presente e o futuro dos nossos principais equipamentos esportivos”

ginasio_do_guaibe (600 x 450)Com este título, o prefeito Válter Suman (PSB) postou na sua página nas redes sociais como estão os andamentos para a liberação dos principais equipamentos esportivos da cidade, interditados pelo Ministério Público em agosto deste ano, por motivos diversos, que vão da falta de Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) a problemas envolvendo segurança e acessibilidade, o ginásio Marivaldo Fernandes (Guaibê), o Centro Esportivo Duque de Caxias (Tejereba) e o estádio municipal Antonio Fernandes foram vetados para as práticas esportivas. Segue a postagem:

Tejereba (600 x 400)Centro Esportivo Duque de Caxias (Tejereba) 
Foi assinado um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) junto ao Ministério Público para que seja realizado serviço de prevenção de incêndio, AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), sendo interditado para eventos e atividades, até a liberação do Corpo de Bombeiros, a realização do AVCB já havia sido cobrada na gestão anterior.
O projeto de incêndio está pronto para ser executado e devemos ter a liberação do Centro Esportivo por completo em breve.
A Secretaria de Esporte nessa gestão já reformou a quadra de tênis e está em processo de reparo do telhado da quadra poliesportiva e da recuperação da piscina que apresenta grandes problemas desde a gestão anterior.
Ginásio Marivaldo Fernandes (Guaibê) 
Está com um impasse financeiro no convênio firmado com a Caixa Econômica desde 2013, não houve pagamento da última medição em dezembro do mesmo ano, onde foi criado um desentendimento entre a PMG e a empresa contratada para a realização da reforma, a atual gestão em uma ação conjunta das Secretarias de Esporte, Obras, Finanças e Planejamento para ajustar os fatos e chegar num consenso, realizou uma série de reuniões com a empresa contratada, depois de vários ajustes conseguiram chegar em um acordo, porém a Caixa Econômica exigiu a apresentação do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) para a liberação da pendência financeira e retomada do convênio. Como nenhuma medida havia sido tomada pela gestão anterior sobre o caso, a atual gestão através das Secretarias citadas anteriormente, estão providenciando o Projeto do AVCB para darmos sequência e enfim finalizar e entregar o Ginásio em condição real de uso.
Cabe lembrar que o Ginásio está na exigência do TAC assinado para a realização do AVCB.
A Secretaria de Esporte realiza diariamente atividades para a comunidade na área externa do Ginásio, onde este está liberado para a realização da mesma e também afirma que o Samu está operando normalmente no local conforme a liberação dada do Ministério Público desde o início.
Estadio Municipal Antônio Fernandes
Está interditado judicialmente desde maio por falta de acessibilidade, ação que teve seu início na gestão anterior, onde a Secretaria de Esporte está em processo de acordo para liberação conforme as adequações exigidas pelo Ministério Público, que já estão sendo realizadas.
Temos também um embrolho técnico junto ao DADE por ações realizadas na gestão anterior durante a sua reforma para a Copa do Mundo, onde a Secretaria de Planejamento juntamente com a Secretaria de Esporte atual não estão medindo esforços para chegar na resolução desse problema.
A Fisioterapia realizada no local é restrita aos atletas que representam o município e não é aberta a comunidade, devido ao fato do Próprio estar temporariamente interditado, os atletas estão sendo direcionados a locais de atendimento específico esportivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>