“O resgate histórico da atuação do Legislativo é inspirador e deve ser sempre lembrado”

Capa (600 x 295)A afirmação é do vereador Edilson Dias, presidente da Câmara Municipal de Guarujá que completou 70 anos de existência. Para celebrar a ocasião, uma sessão solene foi realizada na quinta-feira (28/6), no plenário da Casa de Leis, com a presença de vereadores, ex-vereadores e autoridades do Município.
Entre os homenageados, estiveram: o prefeito Válter Suman, que foi parlamentar de 2001 a 2008; Edson dos Santos Claudio, o mais antigo ex-vereador guarujaense, atualmente com 82 anos, Maristela Ramos, a mais antiga ex-vereadora da Cidade, atualmente com 73 anos de idade além de Roberto Nascimento, o popular Beco-Beco, que também chegou a presidir a Casa.

Coral e exposição
Durante o evento, houve apresentação do Coral Municipal, além de uma exposição de fotos e documentos históricos que compõem o acervo da Câmara Municipal entre eles a ata da primeira sessão ordinária da Casa, datada de janeiro de 1948, além de imagens que marcaram os 70 anos de atividades do legislativo.

História
A primeira eleição de vereadores em Guarujá ocorreu em 1947, quando foram eleitos 18 representantes, incluindo o primeiro presidente do Legislativo, Leôncio Camargo Filho. Eles assumiram seus mandatos em janeiro de 1948. A sessão legislativa que iniciou os trabalhos da Câmara Municipal de Guarujá ocorreu numa casa na Rua Petrópolis (atualmente, rampa do Edifício Boulevard).
Tempos depois, a sede do legislativo foi transferida para a Avenida Mário Ribeiro, no mesmo local onde hoje é o Guarujá Center Shopping. Ainda na Av. Mário Ribeiro, a Câmara Municipal também funcionou no imóvel do antigo Fórum (mais conhecido como Anexo Pitangueiras), que também abrigava a Prefeitura naquela época. Só mais adiante é que houve a mudança para atual sede, na Avenida Leomil, 291, onde permanece desde então.

Comunistas
Poucos sabem que, ainda na primeira legislatura, a Câmara Municipal teve um vereador cassado, embora tenha sido o mais votado, e nunca pode assumir seu mandato. Trata-se de Gentil da Silva Nunes Neto, pai do ex-vereador Gentil da Silva Nunes. Ele foi preso em 1945 e perseguido pelo Departamento de Ordem Política e Social (Dops) por lutar a favor dos trabalhadores portuários e ser do Partido Comunista do Brasil. Na época, o partido havia sido extinto e apesar de ingressarem em outras legendas, os vereadores que foram do PCB terminaram cassados e tiveram os mandatos extintos.

Mulheres vereadoras
A primeira vereadora guarujaense foi Celeste Stipanich, que integrou a Casa de Leis entre os anos de 1948 e 1951 (1º Legislatura). A Câmara Municipal também teve uma mulher à frente de seu comando, em 1960, com a vereadora Magdalena de Oliveira, durante 1960 e 1963.
Ao todo, entre as 17º legislaturas que se sucederam a partir de 1948, foram empossados 224 vereadores eleitos (sem levar em conta os reeleitos), sendo 213 homens e 11 mulheres, totalizando 350 vereadores empossados (incluindo, nesse caso, os suplentes).
O vereador com mais mandatos até hoje foi Marinaldo Nenke Simões, que cumpriu seis legislaturas.

Prefeitos
Oito ex-vereadores também foram prefeitos de Guarujá. São eles: Abílio dos Santos Branco (1948-1951), João Torres Leite Soares (1952-1955), Jayme Daige (1960-1963 /1969 -1972/1977-1982), Raphael Vitiello (1973-1976), Maurici Mariano 1983-1988/1997-2004), Ruy Carlos Gonzalez (1993-1996), Maria Antonieta de Brito (2009-2012/ 2013-2016) e Válter Suman (2017-2020).

Deputados
Três ex-vereadores tornaram-se deputados estaduais: Jayme Daige, Maurici Mariano e Nelson Fernandes. Dois ex-vereadores elegeram-se também deputados federais: Maurici Mariano e Marcelo Squassoni. E um ex-vereador foi candidato ao Senado: Paulo Piasenti.
História preservada
O atual presidente da Câmara Municipal, vereador Edilson Dias, destaca a importância de se preservar a memória da Cidade. “O resgate histórico da atuação do Legislativo em prol da população e do desenvolvimento da cidade é inspirador para a mudança que desejamos na forma de fazer política. Muitos que estão no Executivo ou Legislativo hoje tem avós e pais que lutaram por Guarujá e por nossa gente. E devem ser lembrados como parte importante da história da cidade”, enfatiza.
O mais antigo vereador
Edson dos Santos Claudio (foto) nasceu em Guarujá, no ano de 1935, e sempre morou em Vicente de Carvalho. É casado há 57 anos com Diva Santana Santos com quem teve dois filhos: Ednir e Vagner. Tem hoje 5 netos e 5 bisnetos. Foi vereador em dois mandatos consecutivos: 1969-1972 (6ª legislatura) e 1973 (7ª legisaltura), quando assumiu como suplente.
Atuou junto com o ex-prefeito Jayme Daige, que na época era vereador e lembra que este foi cassado por ter se envolvido numa briga com o empresário Miguel Stéfano. “Eram tempos difíceis aqueles da ditadura militar”, relembra.
Ele também recorda com orgulho que conseguiu através de sua atuação parlamentar trazer um Posto do INSS para Guarujá, a construção da ponte que liga Guarujá ao distrito Vicente de Carvalho e um velório municipal no cemitério do distrito. “Naquela época, os velórios aconteciam nas casas das pessoas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>