Pinga fogo 510

Irresponsáveis
Em nossa última edição, atendendo a reclamação de mães de alunos da rede municipal, fizemos matéria de capa sobre o atraso na entrega dos kits de material escolar, mais de 40 dias após o início do ano letivo, contrariando promessa de campanha do prefeito Válter Suman.
O vice-prefeito Renato Pietropaolo, que também ocupa a pasta da Educação, não gostou da denúncia e publicou na sua página do facebook crítica a “alguns jornalistas irresponsáveis da cidade”.
Vestimos a carapuça sem constrangimento, senhor viceprefeito, porque no nosso entendimento, irresponsabilidade seria um veículo de comunicação se omitir e deixar de fazer o seu papel de dar voz à população e cobrar das autoridades e do poder público que cumpram seus compromissos com os eleitores.
Este jornal, ao longo dos seus mais de 12 anos de vida, ganhou a credibilidade dos seus leitores por conta da coragem que sempre teve de denunciar e criticar os desmandos da prefeitura, independente da gestão da vez, sempre com embasamento de documentos e depoimentos. Foi assim nos governos anteriores e continuará sendo. Foi a partir de matérias publicadas nas nossas páginas que começaram a ser investigadas as irregularidades no fornecimento da merenda escolar, nos contratos da Unaerp e da Translitoral. Irresponsabilidade seria enganar os leitores e só publicar os realeses açucarados da administração. Não somos extensão do Diário Oficial.
Portanto, senhor vice-prefeito, vamos manter a nossa postura independente e continuar fiscalizando os atos do governo. Nesta edição publicamos matéria sobre a entrega “simbólica” dos kits de material escolar, mas vamos continuar cobrando a entrega dos uniformes, outra promessa de palanque do atual prefeito.

Carona
A líder da bancada do prefeito, Andressa Sales (PSB), embarcou nas críticas que o vice-prefeito fez a este jornal e na última sessão da Câmara tentou justificar o atraso na entrega do material escolar com o velho discurso que a culpa era das dívidas deixadas pela administração anterior.

Carona II
Alguém precisa lembrar a vereadora que ela se elegeu porque prometeu aos eleitores mais carentes da cidade que iria fiscalizar rigorosamente os gastos do Executivo. Então em vez de criticar a gestão passada, deveria questionar o preço que a prefeitura está pagando pelas almôndegas destinadas à merenda escolar, perto de R$ 30,00 o quilo.

Bom senso
O vereador Edilson Dias (PT) apresentou indicação ao prefeito para que continue com a edição impressa do Diário Oficial pelo menos duas vezes por semana para evitar gastos com publicações de atos oficiais em outros jornais e para que quem não tenha acesso à internet, possa continuar acompanhando o periódico da prefeitura.

WiFi
Falando nisso, outra promessa de campanha do prefeito foi a implantação de internet pública em alguns pontos da cidade. Vamos continuar a cobrar, porque o sinal do WiFi da Translitoral é tão ruim como o serviço da empresa.

Emenda parlamentar
Os vereadores gostaram e a população também da proposta de emenda à Lei Orgânica do Município proposta pelo presidente da Câmara, vereador Edilson Dias, que permite a cada vereador destinar um percentual de 0,5% do orçamento para obras ou entidades beneficentes da cidade.

Empoderamento
Para o autor da proposta, a medida empodera os vereadores, que atualmente só podem responder as demandas que recebem da população através de indicações ao prefeito, que o chefe do executivo pode atender ou não.

Sem ônus
Edilson ressalta que as emendas ao orçamento não irão gerar nenhuma despesa adicional aos cofres municipais e cita o exemplo da vizinha cidade de Santos, onde a medida já foi implantada com sucesso.

Estragos
As chuvas fortes que caíram durante a semana, não fizeram só estragos em muitos pontos da cidade. Tudo indica que também podem fazer estragos na administração. Comenta-se que o secretário de Operações Urbanas e Regionais, Hassen Hammoud, corre o risco de ser levado pela enchente.

Quem te viu, quem te vê
Causou estranheza a declaração do secretário do Meio Ambiente, Sidnei Aranha, em entrevista ao comunicador Tuca Jr., de que não pode emitir opinião, já que agora é um agente público. Aranha, como advogado, ficou conhecido por sua coragem e veemência para expressar seus pontos de vista.

Grid de largada
Os candidatos a deputado estadual e federal da cidade já começam a se posicionar para as eleições de 2018. Nego Walter (PSB), Renato do Gama (PSB), Sidnei Aranha (PCdoB), Fábio Fronterrota (PP), Gilberto Benzi (PSDB), Valter Batista (Rede), Andressa Sales (PSB) e Marcelo Squassoni (PRB), candidato a reeleição, não escondem as suas intenções. A novidade pode ser o nome de Lucas Suman, filho do prefeito, na disputa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>