Pinga fogo 512

Exclusivo
Nesta edição, a vereadora Andressa Sales (PSB) fala pela primeira vez com a imprensa sobre o seu desentendimento com a esposa do vice-prefeito Renato Pietropaolo nas dependências do Fundo Social de Solidariedade que ocorreu na sexta-feira (31) e movimentou as redes sociais durante a semana.

B.O.
Conforme a vereadora, líder do prefeito, ela teria ido procurar Ana Paula para tirar satisfações sobre boatos que ela estaria espalhando envolvendo a própria vereadora e seus assessores mais próximos. O caso acabou em Boletim de Ocorrência registrado pela mulher de Pietropaulo.

Imagens
Na entrevista, Andressa Sales refuta as informações prestadas por Ana Paula na delegacia e afirma não houve intimidação por sua parte: “Quando a chamei de mentirosa ela se alterou e eu falei que ela teria que provar o que estava dizendo. Não houve nenhum tipo de agressão, está tudo registrado nas câmeras de segurança do Fundo Social.”

Seguranças
Outro ponto do Boletim de Ocorrência fala que a vereadora estava acompanhada de quatro homens de “compleição física forte”. Ela alega que estavam com ela os assessores Cilene, Pixinga, Kennedy e Japão. “Todos eles são bastantes conhecidos na cidade e o Pixinga tem pouco mais de metro e meio de altura.”

De olho em 2018
Para alguns observadores, a vereadora vem desenvolvendo um bom trabalho e se destacando na condução da bancada de Suman, o que a credenciaria a ter legenda do partido para disputar uma cadeira de deputada nas eleições de 2018, desagradando outros postulantes do PSB.
Andressa é Federal
A vereadora confirma suas intenções políticas, mas só concorrerá se for candidata a deputada Federal. “Se for para ser deputada estadual eu não quero, porque eu tenho uma história em Brasília, sou respeitada por senadores, por ministros, por deputados do Norte até o Sul do Brasil e principalmente pelas lideranças das comunidades onde atuo”, afirma.

Manchete de jornal
A ação do PPS contra possíveis irregularidades na campanha eleitoral do prefeito Válter Suman (PSB) deve ter desdobramentos nos próximos dias. Duas importantes testemunhas já prestaram depoimentos à Justiça de Guarujá.

90 dias
Quem deu a ideia ao prefeito Válter Suman de fazer um balanço das “realizações” do seu governo nos primeiros três meses de mandato deveria ser demitido. Primeiro porque a administração não tinha nada de relevante para mostrar e segundo só participaram da apresentação os secretários e funcionários comissionados.

90 dias II
Não interessa pra ninguém saber quantas tartaruguinhas foram devolvidas ao mar. Os eleitores, que não compareceram ao evento, querem saber é o que está efetivamente sendo feito para reduzir as enchentes, quantos buracos foram tampados, quantos uniformes escolares foram distribuídos, quantas lâmpadas foram trocadas e quantos médicos estão atendendo no PAM da Rodoviária.

Papel higiênico
Falando em PAM da Rodoviária, não bastasse toda a humilhação e falta de respeito pelos munícipes que procuram a nosso principal equipamento de Saúde em busca de atendimento, agora quem precisar usar o banheiro da unidade tem que “retirar” no balcão da recepção o papel higiênico cortado. Se a extensão do gabinete do prefeito está assim, imaginem o resto.

Arquivada
Como esta coluna antecipou, a acusação de um munícipe de que o presidente da Câmara, vereador Edilson Dias (PT) teria praticado nepotismo, foi mesmo arquivada. A assessoria jurídica da Casa evidenciou inconsistência técnica nas argumentações apresentadas.

Factóide
Em entrevista à esta coluna na semana passada, Edilsou declarou que estava tranquilo em relação aos seus atos e da improcedência da denúncia. “Não vai ser isso que vai me intimidar ou frear as ações de transparência e moralização que tenho adotado. Sei que há muita gente incomodada com isso e é lamentável que as pessoas criem factóides para confundir a população”.

Bicadas
Não é só o PSB do prefeito Válter Suman que está em pé de guerra. Os tucanos começaram a se bicar para ver quem vai ficar com o comando do PSDB em Guarujá depois que o atual presidente do diretório local, José Rodrigues Tucunduva Neto anunciou que vai pular fora do ninho.

Sem Ibope
Falando em tucanos, onde anda Gilberto Benzi, atual secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário? É fato que Benzi perdeu prestígio com a imprensa local, mas tomar café com o Zaidan na TV Costa Norte de Bertioga e nada é a mesma coisa.

Nem um, nem outro
Outro que está desprezando a imprensa local é o vice-prefeito e secretário da Educação, Renato Pietropaolo. Estamos esperando há pelo menos duas semanas a entrevista que ele ficou de dar a este jornal sobre o atraso na entrega dos kits de material e para esclarecer porque a prefeitura ainda não entregou os uniformes aos alunos da rede municipal. Pelo jeito vamos ficar sem entrevista e as crianças sem uniformes.

Avante! Ao trabalho!
Sem prestígio também está o secretário de Operações Urbanas e Regionais, Hassen Hammoud. Ir na televisão dizer que não tem cimento, nem máquinas, mas todos na administração estão com vontade de trabalhar, não cola mais secretário. O que a gente quer ver são os buracos nas ruas tapados.

GPS
Não convidem o Hassen e o vereador Peitola (PSDB) para tomar café na Vila Zilda. Numa crítica bem humorada, o próprio vereador disse na última sessão do Legislativo que o secretário não sabe onde fica o bairro, mas se prontificou a providenciar um GPS para ele.

Elogio
Ainda no Legislativo, temos que destacar a atuação do vereador Sérgio Santa Cruz (PRB) que está recebendo elogios pelo empenho com que vem exercendo seu mandato, tanto no atendimento das demandas do seu bairro, como participando de importantes comissões especiais da Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>