Pinga fogo 555

Esquentando os tamborins Passado o Carnaval, como era de se esperar, começa o aquecimento dos blocos políticos da cidade, com destaque para as presenças femininas que vão disputar cadeiras na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal. Angélica Mariano A primeira a se posicionar foi Angélica Mariano, que sai do PTC e vai para o PTB. Na sua página do Facebook, a filha do ex-prefeito Maurici Mariano, diz que aceitou convite do cacique paulista do partido, o deputado estadual Campos Machado, parceiro político histórico de seu pai. Angélica é candidata a deputada federal. Peixe fora d’água Observadores questionam a escolha de Campos Machado, para eles, o melhor nome para o partido ainda seria o do presidente do diretório trabalhista no Guarujá, Heitor Gonzalez. O empresário não tem a rejeição de Angélica e em 2014 teve mais de seis mil votos. Angélica em 2016 não chegou a dois mil votos, argumentam. Andressa Salles Sem espaço no PSB e desgastada como líder da bancada do prefeito por conta de pesadas críticas a secretários municipais e sucessivos vetos do Executivo aos projetos que apresentou no legislativo municipal, entre eles o polêmico Escola Sem Partido, a vereadora Andressa Salles deve ir para o PR, onde teria legenda para deputada federal. Novo líder Falando em desgaste, está marcada para o próximo sábado (24), uma reunião da cúpula política do prefeito Válter Suman para discutir a troca de liderança da bancada da situação no Legislativo. Com a provável saída da vereadora Andressa Salles da função, o nome mais cogitado é o do vereador Toninho Salgado do PSD. Haifa Madi Haifa que teve de expressiva votação na última eleição, em substituição ao marido, o ex-prefeito Farid Madi, impedido pela Justiça Eleitoral de participar da disputa, quer voltar à Assembleia Legislativa, onde exerceu mandato de 2007 a 2011. Haifa deixou o PPS e filiou-se ontem (23) ao Podemos, em evento na Câmara Municipal com a presença do senador e pré-candidato à presidência da República, Álvaro Dias, na Câmara Municipal. Maria Antonieta Maria Antonieta de Brito (MDB) é outra que não esconde sua pretensão de concorrer a uma cadeira no legislativo estadual, apesar dos baixos índices de aprovação no final do seu segundo mandato, mas a ex-prefeita vai ter dificuldades na Justiça para viabilizar sua candidatura, conforme alguns analistas. Vantagem indevida Falando nisso, Antonieta foi ouvida nesta sexta-feira (23) pelo juiz da 3ª Vara Criminal da cidade, Edmilson Rosa dos Santos, sobre processo que responde por suposto crime de corrupção passiva, movido pelo Ministério Público (MP). Réveillon em Angra Ela (então prefeita) e o marido teriam aceitado vantagem indevida ao se hospedarem gratuitamente em Angra dos Reis no final de 2013, e aceitarem transporte também gratuito de helicóptero entre as duas cidades do diretor do Iate Clube de Santos e da Guarda Patrimonial (GP), Berardino Antonio Fanganiello. Edna Suman O grupo político mais próximo do prefeito Válter Suman (PSB) confirmou nas redes sociais que a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade do Município, Edna Suman, vai mesmo ser candidata à deputada estadual. Edna resgatou a imagem do Fundo Social e vem fazendo um excelente trabalho à frente da entidade. Bons olhos Conforme o mesmo grupo, Edna foi convidada pelo deputado federal Marcelo Squassoni para ir para o seu partido, o PRB. O prefeito teria visto com bons olhos a dobradinha, que segundo ele, seria importante para a cidade. Por telefone O secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário, Gilberto Benzi (PSDB), disse à esta coluna que Edna Suman tem os requisitos para legitimar sua candidatura e que vai se reunir com seu grupo para avaliar o cenário político local. Benzi, em princípio, contava com o apoio do prefeito para as eleições deste ano. Em palpos de Aranha Embora tenha negado em entrevista no programa do Tuca Jr. sua candidatura, o atual secretário de Meio Ambiente, Sidnei Aranha (PCdoB), estaria cogitando uma dobradinha com a candidata a deputada federal do seu partido Carina Vitral, de Santos, mas diante do lançamento do nome de Edna Suman, Aranha fica diante de um dilema. Ou respeita o compromisso de campanha com o prefeito ou segue a orientação partidária. Fora Jonatas! Depois de publicada no Diário Oficial a nomeação de Jonatas Nunes, para cargo comissionado na atual administração, o PSOL de Guarujá emitiu nota, assinada pelo presidente do diretório municipal, Everton Vieira, pedido o afastamento imediato de Jonatas dos seus quadros, com suspensão de seus direitos partidários e também encaminhando um pedido de expulsão á Comissão de Ética do partido, já que nem o diretório, nem a militância foram consultados sobre a nomeação de Jonatas para ocupar um cargo público. Concurso Prefeitura A prefeitura esclarece que a decisão do Tribunal de Contas do Estado para suspensão do concurso público de Guarujá deu-se exclusivamente em razão da falta de previsão de reserva de vagas para pessoas com deficiência (física e intelectual) ao cargo de GCM. Com a alteração no edital será destinada uma vaga para pessoas com deficiência e 19 efetivas (antes eram 20 efetivas), o processo teve sinal verde do TCE e segue normalmente. Concurso Câmara A Câmara Municipal abrirá um concurso público para o preenchimento de 15 vagas para os cargos de agentes legislativos (10 vagas), oficial de contabilidade (duas vagas), procurador Legislativo (duas vagas) e operador de áudio e vídeo (uma vaga). Os salários variam entre R$ 2.565 a R$ 7.122. O processo seletivo será realizado nos dias 29 de abril e 6 de maio. O último concurso feito pelo legislativo municipal foi em 1998.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

completar *