Pinga fogo 559

Denúncia A partir de uma reclamação de alunos, pais de alunos e professores do Colégio Don Dômenico que os aparelhos de ar-condicionado estavam sendo desligados nas salas de aula e sala dos professores, durante parte dos períodos matutinos e vespertinos, nossa reportagem foi apurar os fatos. Contenção de custos Em contato com a coordenação da escola, fomos informados que os aparelhos só são ligados das 9:30h às 11:30h na parte da manhã e das 14:30h às 16:30h na parte da tarde para redução de despesas. Vale lembrar que as classes têm de 40 a 45 alunos e não dispõe de ventiladores. Perguntar não ofende Por que será que durante as aulas do período da noite, os aparelhos não são desligados? Perguntamos a um funcionário que explicou “Porque os alunos reclamaram e como eles são maiores, a direção não quis enfrentar”, disse. Perguntar não ofende II Se é para reduzir despesas, ao preço do desconforto de alunos e professores, os funcionários perguntam se não seria mais produtivo reduzir os altíssimos salários que a família Passaes, que ocupa os principais cargos de direção, segundo eles, recebe para administrar uma organização não governamental, como se define a Associação de Amparo aos Praianos de Guarujá, mantenedora do colégio e da faculdade? Não seria o caso de acionar o Ministério Público? Direção não se manifesta Em afrontoso descaso com a situação, o Sr. Marcelo, diretor do colégio, comprometeu-se com um pai de aluno a dar uma resposta até às 16 horas da última quinta-feira (12), mas não se manifestou. Procon Entramos em contato com o Procon de Guarujá e o órgão comprometeu-se a avaliar a situação e tomar as medidas cabíveis já no início da próxima semana. Freguês antigo Como os professores também reclamaram que não receberam o 13º salário, contatamos o Sinpro Santos, Sindicato dos Professores de Santos e Região e levamos o caso ao presidente da entidade, Walter Alves que informou que o Don Domenico é “velho conhecido do sindicato”, que já intermediou muitas ações de professores nesse sentido. Alves concordou em dar entrevista a este jornal na próxima semana e relatar detalhadamente os fatos. Definições Duas exonerações, a pedidos, marcaram a cena política da última semana. Edna Suman deixa a presidência do Fundo Social de Solidariedade para concorrer a Assembleia Legislativa. A pré-candidatura da primeira dama não é surpresa, mas como esta coluna adiantou, depois de anunciar sua filiação no PSL, Edna acabou fechando mesmo com o PSB. Definições II Dono de um cacife de quase 30 mil votos para deputado estadual na eleição de 2014, o agora ex-secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário, Gilberto Benzi, vai concorrer na mesma raia de Edna Suman. O ex-tucano, vem pelo PR, partido da base de apoio do governador Márcio França. Já vai tarde! Depois de mais de 40 anos prestando serviços de péssima qualidade aos usuários do serviço de transporte público em Guarujá, a Translitoral pode estar com os dias contados. A prefeitura apresentou em audiência pública do modelo de Concessão do Transporte Público para a cidade nos próximos anos. De acordo com o edital, que deve ser lançado no próximo mês, a empresa que vencer a licitação tem a responsabilidade da adaptação de uma nova frota com novos modelos de veículos. Já vai tarde! II O secretário de Defesa e Convivência Social de Guarujá, Luiz Cláudio Venâncio Alves entende que a cidade precisa de qualidade no transporte, diferente do serviço existente hoje e é motivo de reclamações. “A população quer mais oferta de viagens, esperar pouco no ponto, estar abrigada da chuva e do sol nos pontos de parada, a população quer ônibus novos”, destacou. Grande evento Um grande espetáculo na praia, com música de qualidade e aberto ao público. É isso que este jornal vem cobrando da secretaria de Turismo e que se concretiza pela Secretaria de Cultura. Neste sábado (14), a Praia de Pitangueiras em Guarujá será palco da apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica SESI-São Paulo, sob regência do maestro e pianista, João Carlos Martins, pela segunda vez na cidade em curto espaço de tempo. Merecem efusivos aplausos o maestro e o secretário municipal de Cultura, Paulo Roberto Fiorotto. Uniformes Outra cobrança recorrente desta coluna é a entrega dos uniformes escolares, o que não aconteceu até agora e era promessa de campanha de Válter Suman. Conforme a Secretaria de Educação, os uniformes começam a ser entregues até o final do mês. No ano passado, a desculpa foi que o orçamento era o deixado pela administração anterior. E neste ano, as questões burocráticas administrativas com as licitações. Estamos aguardando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

completar *