Pinga fogo 561

Dia das Mães Lojistas de Vicente de Carvalho foram unânimes em elogiar a atuação integrada da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal no principal corredor comercial do distrito garantindo a segurança dos estabelecimentos e consumidores durante o período que precedeu ao Dia das Mães. Dia das Mães II Diferente da administração passada, que fazia vista grossa para os ambulantes irregulares, também foi notada a atuação firme da fiscalização da prefeitura. Não adiantou mostrar cartão de vereador, quem estava sem licença teve a mercadoria apreendida. Ratos na praia Depois que um vídeo rolou nas redes sociais mostrando ratos na areia da Praia de Pitangueiras, o prefeito Válter Suman exonerou de imediato o diretor de Vigilância Sanitária, Carlos Lêda. O recado está dado: servidor que não estiver comprometido com a proposta da administração vai dançar. Falando em comprometimento... ... quem ainda não entendeu o recado do prefeito foi a Thaís Margarido. Não fez nada como secretária de Turismo e continua sem mostrar serviço na Comunicação. Imbróglio Já que um assunto puxa outro, Dedé do Adélia, secretário adjunto do Turismo, pediu exoneração. O moço é segundo suplente do PSB e assumiria por direito a vaga de Nego Walter, caso o vereador aceite o convite da família França para assumir um cargo no Governo do Estado, só que Walter quer que a sua cadeira na Câmara seja ocupada pela ex-vereadora e terceira suplente, Sirana. Dedé não gostou e saiu fora. Imbróglio II Pelas redes sociais, a educadora Dagmar, mãe de Dedé e aliada de primeira hora do prefeito Válter Suman, apoiou a decisão do filho e disse que, por ela, ele já deveria ter saído do governo antes. Até agora o quinto andar não se manifestou sobre o assunto. Vai longe Sergio (600 x 591)Bastante elogiada e aplaudida a iniciativa do vereador Sergio Santa Cruz (PRB) em promover um contato direto entre os pescadores artesanais da região com o secretário nacional de Aquicultura e Pesca, Dayvson Franklin de Souza. Sérgio ouviu do prefeito Válter Suman que “Quem sabe onde quer chegar, vai longe”. Vai longe II O encontro, intermediado pelo deputado federal Marcelo Squassoni, também do PRB, aconteceu na última sexta-feira (11) no Teatro Procópio Ferreira e teve como objetivo discutir, entre outros temas relevantes para os pescadores, a proibição da pesca de emalhe por embarcações motorizadas até distância de 1 milha náutica da costa, o que corresponde a 1,8 km, em vigor por força de normativa federal desde 2012. Prestígio Além de representantes da categoria do litoral Sul e Sudeste, a audiência pública foi prestigiada com a participação do prefeito Valter Suman, do deputado estadual Caio França, do secretário de Estado da Pesca, Marcos Alves Pereira, dos vereadores Beto Xavier, de Iguape; Paulo Rangel, de Cananeia; Lourival Sampaio, de Peruíbe; além de secretários municipais e vereadores de Guarujá. Destaques positivos Chamaram à atenção dos presentes as participações do deputado estadual Caio França (PSB) e do atual secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário de Guarujá, Alexandre Trombelli. Os dois mostraram em suas argumentações que entendem bastante do assunto. Destaque negativo Não passou despercebida a ausência do secretário de Meio Ambiente, Sidnei Aranha, no evento de importância regional e sobre um assunto afeto à sua área de atuação. Questionado, disse que a sua pasta estava representada no encontro. Destaque negativo II O que se comentava nos bastidores é que Aranha não iria prestigiar um evento promovido por Marcelo Squassoni. Coisa feia, secretário! Fazendo a política antiga que você tanto criticou em outros governos. A cidade é mais importante que picuinhas pessoais. Sabe nada, inocente... Em sua primeira entrevista como líder do prefeito na Câmara, o vereador Toninho Salgado (PSD) afirmou que sua antecessora, a vereadora Andressa Salles (PSB) deixou a liderança para se dedicar à campanha de deputada federal. Sabe nada, inocente... II Ou o vereador está mal informado, ou acha que a gente está. Todo mundo sabe que a ex-líder da bancada de situação entrou em rota de colisão com o governo desde que criticou duramente o então secretário Gilberto Benzi por conta da licitação do aeroporto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

completar *