Pinga-fogo edição 475

PMDB implodindo

Teve início a temporada de implosão no PMDB da prefeita Maria Antonieta de Brito e do seu pré-candidato Adilson Jesus. O governo Antonieta é um dos mais rejeitados da história da cidade.

 

PMDB implodindo

Na última reunião do PMDB, o ex-vereador Nenke, filiado ao partido, após ouvir no discurso de Jesus dizendo que “Antonieta é minha professora” disparou: “Antonieta deve ser sua professora mesmo, pois tentei ligar para o senhor cinco vezes e o senhor não atendeu nem retornou minhas ligações”.

 

Nenke sem legenda?

O ambiente ficou pesado na reunião após a fala do ex-vereador e, nos bastidores da política, já se fala que Nenke pode não obter legenda para se candidatar à vereança em outubro próximo.

 

Telefone mudo

As ruas falam geralmente o que costuma acontecer e no caso de Nenke não deve ser diferente. O atual governo não admite críticas. Mas a verdade é que Adilson Jesus não atende não só ao ex-vereador, mas também a quase toda a imprensa que liga para o candidato da prefeita a procura de informações.

 

Nelsinho e Tody

Se existem dois vereadores que apoiaram e apoiam a atual prefeita Antonieta e sua administração desde os primeiros dias do atual mandato são Nelsinho Filho (que abandonou sua origem de Nelsinho da Amazonense) e Tody da Fábrica.

 

Só com HE

Para os dois vereadores, o que se fala é que para se reelegerem tendo apoiado um governo rejeitado pela população, terão que fazer muitas “Horas Extras”.

 

Reeleger para que?

Nelsinho e Tody apoiaram e são apoiados por um governo que atrasou quase todos os anos a entrega do material escolar, não entrega uniforme há anos, esteve envolvido no Escândalo da Merenda, não construiu uma escola, transformou os bairros num lixão, não cuidou das ruas, nem da zeladoria, nem da orla. A pergunta que deve estar na cabeça do eleitorado é: reeleger os dois vereadores para que?

 

Pulando fora

No PMDB, a campanha nem começou mas já tem pré-candidato a vereador querendo parar ou procurando outros pré-candidatos a prefeito  mais acessíveis e carismáticos.

 

Reunião sem Jesus

Uma espécie de prova do movimento negativo do PMDB foi o fato de o vereador Nelsinho Filho (da Amazonense), recentemente, ter realizado uma reunião de prestação de contas do seu mandato na Socia  e não estar presente o pré-candidato da prefeita Adilson Jesus, do mesmo partido do vereador. Adilson não atendeu o telefonema do vereador ou não foi convidado?

 

Mães querem uniformes

Mães de estudantes da rede pública municipal de ensino estão reclamando da não entrega por parte da secretaria de Educação da PMG do uniforme escolar. Com medo de perseguição contra seus filhos elas reclamam, mas pedem sigilo de fonte. A não entrega de uniformes com esse tempo frio pega muito mal para a secretária Priscilla Bonini.

 

Rejeição para Dr. Valter

Quase eterno presidente da CDL de Vicente de Carvalho há anos, o comerciante Hassen Hammoud esteve com o pré-candidato a prefeito Valter Suman, do PSB, visitando camelôs, ambulantes e comércio da Thiago Ferreira.

 

Rejeição para Dr. Valter I

Ex-apoiador e ex-secretário no governo Farid, Hassen não é bem visto pelos ambulantes por defender publicamente a saída deles da avenida e praça. Os ambulantes cumprimentaram o Dr. Valter e o Hassen. Entretanto, após eles passarem, não foram poucos os que torceram o nariz como forma de rejeição ao Hassen e, consequentemente, ao seu candidato.

 

Farid: Graças a Deus

O ex-prefeito Farid Madi, do PPS, para amigos próximos, diz dar graças a Deus o Hassen estar apoiando o Suman, assim diminui sua rejeição (de Farid) junto ao eleitorado.

 

Dr. Vater e Farid juntos

Na última eleição para a prefeitura, o Dr. Valter Suman foi candidato a vice do ex-prefeito Farid na chapa derrotada para prefeito. Após isso, não ficaram amigos.

 

Olha o Hassen ai…

De novo. Presidente do CDL, na sua atual gestão está alugando o salão da entidade para partidos políticos. O valor? Se a reunião tiver comes e bebes R$ 200,00 e se for boca seca apenas R$ 100,00. Agora prestem atenção ao absurdo.

 

Para sócios da CDL…

Que queiram alugar o mesmo salão, os valores são bem diferentes. Para um aniversário de filho de associado? R$ 1.0 00,00 nos finais de semana e R$ 1.200,00 dias de semana. Assim, já tem comerciante revoltado querendo deixar a entidade para se filiar a partido político, pois fica muito mais barato e vantajoso.

 

Hassem secretário?

No comércio, o que se fala é que o presidente Hassen está fazendo política com a entidade. “O presidente Hassen faz média com todos os pré-candidatos a prefeito e vereadores, usando nosso patrimônio para depois tentar virar secretário novamente. Um absurdo” declarou um ainda associado.

 

Os diretores aprovaram?

Os atuais diretores da CDL são: Leonel Teixeira, Orlando João de Souza Júnior , Zakia B. Alves,  Angelo Lorenzon, Gileno Nunes de Andrade, Jorge dos Santos, Renato Takahashi Rodrigues de Castro e Nadia Hammoud. A pergunta é:  a diretoria aprovou políticos e partidos pagarem mais barato do que associados? E mais, eles também terão cargo na PMG ou só o presidente?

 

Denúncia contra Unaerp

O munícipe Ricardo Barros (Leitão) entrou no Ministério Público Estadual com denúncia contra a renovação do contrato entre Unaerp e a Prefeitura até o ano de 2047. A Unaerp é dirigida pela família

Bonini, secretária de Educação e futura beneficiária do contrato.

 

Contrato estranho

A renovação do referido contrato entre Unaerp e PMG foi publicado no dia 31 de dezembro de 2014 com detalhes interessantes: a data de publicação que ninguém lê  ou vê o D.O.  e o advogado Leandro Matsumota, então secretário Jurídico da PMG (colega de PMG de Priscilla), exercia a função de professor na Unaerp, da família da secretária Priscilla. No mínimo imoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>