Posso levar meu cachorro à praia?

A resposta é não e por mais que se alertem os proprietários de animais, ainda é bastante comum a presença de cães nas praias da nossa cidade, embora a lei seja bastante clara ao proibir a permanência ou trânsito de animais na faixa de areia das praias do Município, isso para impedir a proliferação de doenças que comprometem a saúde dos próprios pets e também dos banhistas. Entre os principais problemas decorrentes do passeio dos cães nas praias destaca-se a Dirofilariose. Popularmente conhecida como verme do coração, a zoonose é transmitida pela picada de mais de 60 espécies de mosquitos encontrados com facilidade no ambiente praiano e se aloja no coração do bichinho, provocando sintomas como tosse, falta de ar, cansaço, inchaço nos membros, barriga inchada e língua arroxeada. Em geral, o tratamento da patologia envolve internação em hospital e cirurgia. Além da doença do coração, conjuntivite, problemas de pele e outras verminoses podem ser adquiridos pelos cachorros na areia. Já em humanos, as principais doenças causadas são decorrentes, principalmente, das fezes infectadas dos pets que podem transmitir parasitoses intestinais, além do conhecido bicho geográfico, que pode penetrar na pele das pessoas, causando feridas e forte coceira. As crianças são as mais vulneráveis às infecções devido ao seu frequente contato com a areia. Em meio a tantos riscos, vale a pena ressaltar que os cães devem ser mantidos longe da areia e da água do mar, quando estiverem no litoral, além de serem constantemente vermifugados e vacinados. Apesar disso, os pets podem passear tranquilamente pelo calçadão da praia, desde que com coleiras e tenham suas fezes recolhidas pelos donos de maneira adequada.  

Dra. Juliana Martins Ferreira é médica veterinária (CRMV 29.816) e atende na

Clínica Happy Pet, Rua Guilherme Guinle, 445, Vicente de Carvalho, tel. 33043062

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

completar *