Quando o cão chega à terceira idade I

Os avanços da medicina veterinária preventiva têm feito com que a expectativa de vida dos animais aumente. Há uma década, com seis anos os cães eram considerados animais de idade avançada. Hoje, graças a vacinas, tratamentos de última geração e alimentação balanceada, eles passaram a viver mais. Não é incomum se deparar por aí com bichos que já ultrapassaram uma década.
Nesta fase, as visitas ao veterinário devem se tornar mais frequentes. Enquanto os cães mais jovens passam por avaliações anuais, os idosos precisam ter a saúde conferida a cada seis meses. Nessas consultas, exames de rotina para avaliar coração, rins, boca, olhos e conferir como andam os níveis de alguns hormônios são essenciais.
Os problemas mais frequentes nessa faixa etária são quatro e pode-se prevenir a maioria deles ou, ao menos, evitar que avancem, diagnosticando cedo.
Alterações cardíacas: uma vida ativa e cheia de passeios faz muito bem à saúde cardíaca dos cachorros. Mesmo que seu animal tenha essa rotina saudável, com a idade é recomendável prestar atenção em sinais como tosse e respiração ofegante.
Problemas ortopédicos: são mais comuns em animais de grande porte. Caso o quadro se agrave, com o tempo o cão pode ter dificuldade para se levantar e se locomover.
Insuficiência renal: acomete com maior frequência raças de pequeno porte. Com o envelhecimento, os rins deixam de funcionar como deveriam e acabam eliminando nutrientes essenciais. Se o animal perder o apetite, emagrecer rapidamente, passar a beber muita água e fazer xixi a todo momento, leve-o ao veterinário.
Disfunção cognitiva: os cães com idade muito avançada às vezes sofrem de uma degeneração similar ao Alzheimer. Daí, se tornam lentos e distantes. O aprendizado e o treinamento que receberam ao longo da vida podem regredir consideravelmente.

 

Dra. Juliana Martins Ferreira é médica veterinária (CRMV 29.816) e atende na

Clínica Happy Pet, Rua Guilherme Guinle, 445, Vicente de Carvalho, tel. 33043062

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>