Recuo do mar em agosto foi o maior registrado em cinco anos

Fortaleza da Barra_ maré baixa_ 15_08_2017 (600 x 449)O fenômeno conhecido por maré seca, registrado na primeira quinzena de agosto, fez com que o mar registrasse seu menor nível nos últimos cinco anos na região. A informação é do Núcleo de Pesquisas Hidrodinâmicas (NPH) da Universidade Santa Cecília (Unisanta), com base em dados da Praticagem de São Paulo.
De acordo com informações do biólogo Renan Braga Ribeiro, o recuo médio do mar ocorre diversas vezes ao ano, mas em menor intensidade. Porém, na primeira quinzena de agosto, entre os dias 11 e 13 de agosto, o fenômeno incomum fez com que o nível da maré diminuísse 90 centímetros.
A mudança no cenário da orla causou imagens curiosas, como a aparição de faixa de areia na Ponta da Praia, em Santos, e na Fortaleza da Barra Grande, em Guarujá.
“Essa foi uma redução que não observávamos há muito tempo. Nos últimos cinco anos, ela foi a menor maré registrada”.
Nos últimos 45 dias, em pelo menos outras duas ocasiões, o recuo do mar chamou a atenção nas praias da região. A maré baixa, comum na primavera, conforme Ribeiro, revelou destroços de uma antiga embarcação que naufragou em Santos, junto ao Canal 5, além de um barril e uma caixa, encontrados na Praia do Tombo, em Guarujá. (Com informações e foto de A Tribuna)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>