Sem essa de vira-latas

Para facilitar a privatização das grandes empresas brasileiras, os defensores do neoliberalismo têm o hábito de desqualificar o nosso país, sua população, seus trabalhadores e trabalhadoras.
Desenvolvem ideologia baseada no ‘Complexo de Vira-Lata’, criado pelo dramaturgo e escritor brasileiro Nelson Rodrigues, para se referir ao trauma sofrido pelos brasileiros em 1950.
Naquele ano, a seleção brasileira de futebol foi derrotada pela uruguaia, no final da copa do mundo, em pleno Maracanã, por dois a um, impondo ao país um complexo de inferioridade.
A partir daquele momento, tudo que se produzia por aqui passou a não ter qualidade e deveria ser administrado por estrangeiros, principalmente pelos norte-americanos.
Felizmente, o ‘Complexo de Vira-Lata’ observado pelo teatrólogo não correspondia e nem corresponde à realidade, pois o Brasil alcança uma tecnologia própria reconhecida mundialmente.
Um dos maiores exemplos disso sempre foi a estatal Petróleo Brasileiro SA, a Petrobras, hoje uma empresa de capital aberto, que tem a melhor tecnologia do mundo na exploração do produto no pré-sal.
Outro paradigma foi a também estatal Vale do Rio Doce, hoje privatizada, que é, desde 1974, a maior empresa produtora de minério de ferro do mundo,
A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), criada em 1973 e hoje vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, é outro exemplo.
Com base em suas pesquisas, o Brasil deixou de ser um importador de alimentos básicos e passou a ter uma das mais eficientes e sustentáveis exportações agropecuárias do mundo.
Temos também a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), fundada em 1969, por Ozires Silva, e hoje a maior empresa do mundo em produção de aviões comerciais médios.
Tanto é que outro gigante do ramo de aviação, a norte-americana Boeing, está propondo uma parceria para se prepararem contra o crescimento das empresas de aviação japonesa, russa e chinesa.
Esses exemplos mostram que nós brasileiros e brasileiras, temos condições de nos destacar em varias áreas. E acreditar que o ‘complexo de vira-latas’ precisa ser expurgado no nosso inconsciente coletivo.
Só nos resta lutar por um futuro que valorize e melhore o nosso país, dando conforto, saúde e educação ao povo. Isso só será possível com a defesa da soberania, sem o entreguismo em voga.

Zoel Garcia Siqueira é professor, formado em sociologia e diretor financeiro do Sindserv Guarujá

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>