“Sou uma mulher de fé e não me curvo aos problemas”

“Eu tive uma boa equipe e me cerquei de pessoas competentes e comprometidas com a cidade. Gostaria de deixar meu agradecimento ao Adilson de Jesus que deu ritmo ao que eu havia solicitado”

aeroporto-civil-guaruja-600-x-338Aeroporto

“Vemos o aeroporto como uma grande conquista da cidade, um sonho que se vai concretizando numa velocidade de sete anos e meio, enquanto muitos passaram e não tiveram essa capacidade realizadora, mas nós nos cercamos de pessoas com conhecimento na área aeroportuária, com uma equipe comprometida com a cidade e tivemos grande apoio da Força Aérea Brasileira em todas as fases desse processo, desde a Secretaria da Viação Civil e também dos órgãos estaduais, que foram fundamentais para que tivéssemos a condição de contratar o projeto de viabilidade econômica, e eu não poderia deixar de frisar a importante ação do nosso presidente Michel Temer, que nos entregou a outorga do aeroporto, e assim conseguimos dar início as outras fases que nunca na história da cidade haviam avançado.”
“Na sexta-feira (23) demos um importante e decisivo passo com a disponibilização para a Região Metropolitana da Baixada Santista dos serviços de transporte aéreo, hangares para aviação executiva e helicópteros. Apesar do cenário econômico brasileiro ainda encontrar-se em recuperação e não terem sido realizadas, em 2016, concessões dos aeroportos Federais, a abertura para o credenciamento de interessados, realizado na Prefeitura Municipal de Guarujá, contou com a entrega das propostas do Consórcio Guarujá Airport. O consórcio é composto pelas empresas WhiteLake Consortium, empresa internacional especializada em investimentos e gestão de fundos e participações, sediada nos Emirados Árabes Unidos; a MPE Engenharia e Serviços SA, empresa nacional com atuação nos ramos de engenharia e montagens industriais e integrante do Grupo MPE, e a Terracom Construções Ltda., empresa brasileira, sediada em Cubatão, com atuação em diversos ramos de negócios, como limpeza pública, pavimentação, obras públicas. Nas próximas semanas serão conduzidos os trâmites licitatórios e a expectativa da Prefeitura Municipal é pela conclusão do processo ainda em outubro de 2016.”
“O aeroporto é um fator de desenvolvimento, onde tem aeroporto a economia decola, ele é potencializador e gerador de múltiplas atividades econômicas e geração de empregos e renda. No primeiro ano em fase inicial, seriam criados cerca de 3.591 postos de trabalho conforme dados atualizados pela Geobrasilis, sem contar que irá movimentar o turismo, a área gastronômica, o comércio e, além disso, a formação das pessoas da mão de obra local, pois temos aqui a única escola de manutenção aeronáutica do estado de São Paulo, que é a ETEC Alberto Santos Dumont que fornecera mão de obra formada aqui.”
“Eu tive uma boa equipe e me cerquei de pessoas competentes e comprometidas com a cidade. Gostaria de deixar meu agradecimento ao Adilson de Jesus que deu ritmo ao que eu havia solicitado. É fundamental para o gestor ter em seu secretariado pessoas que sejam capazes de realizar, eu dei a meta e todas as secretarias foram acionadas, pois ao longo desses anos tivemos que fazer projetos no entorno do aeroporto em Vicente de Carvalho e na cidade, toda a transformação na Avenida Oswaldo Cruz e na Avenida Presidente Vargas facilitando o futuro acesso ao aeroporto, são obras importantes para melhorar a vida das pessoas e dar condições para mostrar o potencial da cidade.”
“Eu acreditei, pois sou uma mulher de fé e não me curvo aos problemas, e tenho pessoas que junto comigo compartilham do mesmo sentimento, nosso objetivo não deixou de ser buscado, acreditei nesse sonho e no compromisso com as pessoas, a fé de que é possível fazer de maneira correta e ética garantiram apoio em diversos níveis, no âmbito estadual e, principalmente, com a Força Aérea que era dona do local e que em muitos momentos esteve conosco estudando, analisando e apoiando, então digo para que tenham paciência porque nós queremos fazer bem feito, isso significa que pode demorar mais, porém terá alicerces sólidos para o futuro, com responsabilidade e coerência.”

Poupatempo

poupatempoguaruj-600-x-338“Levamos sete anos buscando o Poupatempo, foi uma conquista da Secretaria de Desenvolvimento, comandada na época pelo Adilson de Jesus, e nós tinhamos como compromisso que fosse em Vicente de Carvalho, mantendo nossas raízes e convicções. O Poupatempo já atendeu 400 mil pessoas desde sua inauguração. A quantidade de pessoas que usam o serviço demonstra a eficiência do projeto, tanto que pessoas vem de outras cidades para utilizar esse serviço.”

Cidade empreendedora

“Eu sempre tive um olhar empreendedor, tanto que Guarujá foi eleita por três vezes seguidas como uma cidade empreendedora, e teve o selo do Prefeito Empreendedor, além de diversos prêmios de inovação e sustentabilidade. Isso mostra que Guarujá é uma cidade de muitas oportunidades, e que nossa população é criativa, e que nossos micros e pequenos empreendedores são criativos, e se pegarmos os dados, Guarujá teve cerca de 6% de crescimento econômico o que propiciou novas oportunidades de emprego. Foram 14 mil vagas, deixando Guarujá acima dos resultados da Região e do Estado. Temos cerca de 4 milhões de Reais de investimento no nosso Banco do povo ainda temos 1 milhão para empréstimos até o final do ano para quem queira investir em seus empreendimentos, principalmente para os pequenos. Nossos juros são os menores e nós incorporamos o banco, criando um espaço pra dar cara de agência para as pessoas verem que tem uma opção, que tem um alternativa de ser seu próprio patrão.”

Desenvolvimento

“Nesses últimos anos tivemos a vinda para a cidade de três importantes bandeiras da rede hoteleira que foram o Transamérica, o Blue Tree e o Ibis, mostrando que o Guarujá é um bom lugar de se investir. Aliado a isso tivemos no meu governo a vinda da SAIPEM, que sempre foi considerado o terceiro maior investimento no Estado de São Paulo. A SAIPEM começou com pouco mais de 100 empregos, chegou há mais de 1.100 pessoas diretas, fora os indiretos.”

Ensino profissionalizante

sest-senat-600-x-258“Nós temos uma parceria com o SENAI dentro do 1º de Maio que formou mão de obra para trabalhar na SAIPEM, inclusive incluindo muitas mulheres em áreas que antes eram masculinas, a parceria com o SENAI também trouxe parcerias com o SESI e o SESC. O SESI com o nosso carro itinerante sempre focado no empreendedorismo.”
“Nós temos a lavanderia solidária, temos um trabalho com os produtores locais para entrega de alimentos frescos para a merenda escolar e também com as feiras que temos em Vicente de Carvalho, o Caminhão do Peixe que passa pelos diversos bairros, temos também as cooperativas, as panificadoras, as hortas, todas premiadas como projetos inovadores e premiados pelo Prefeito Empreendedor. Também foi um compromisso meu em 2012, a vinda do SESTI/SENAT, que é um braço da formação nacional voltado aos trabalhadores na área do transporte, eu fiz a vistoria essa semana,na área comprada no Morrinhos onde serão implantadas 10 salas de aula, simuladores e formação para todas as áreas portuárias , ferroviária, náutica e naval, tudo ligado ao transporte. Nossa preocupação foi em preparar a cidade para tem mão de obra para o presente e para o futuro, para todos os níveis escolares. Acredito que o papel da prefeitura é ser indutora das políticas públicas.”

Quiosques

quiosque-2-600-x-338“Em 2010 houve uma ação sobre o uso dos espaços da orla, ao mesmo tempo se discutia nacionalmente o Projeto Orla, com base nisso em Brasília, assumimos um compromisso, onde nós evitaríamos a remoção dos quiosques da praia, pois provamos que isso afetaria diversas famílias e que eles eram uma fonte importante de renda para a cidade, então houve um Termo de Ajustamento para um plano de intervenção urbanística, tendo um projeto unificado para o município. Nossa preocupação foi construir um modelo que garantisse que quem vivia dessa função pudesse estar nos quiosques nos calçadões. Foi um processo muito complexo porque os estudos não eram simples e lidavam com a vida de muitas famílias. Nós conseguimos estabelecer um bom termo e se permitiu que o nosso projeto pudesse ser um modelo primeiramente aplicado na Enseada e depois nas outras praias, criando um padrão e espaços. Outro passo foi a identificação de quem teria o direito e quem não teria. Conseguimos garantir que os investimentos iniciais fossem dos próprios quiosqueiros. Isto foi aceito e fomos buscar o modelo que tivesse um custo mais baixo e sustentável e de rápida construção, com esse investimento esses quiosqueiros poderão ficar 5 anos. Garantimos os direito das pessoas de forma democrática e participativa. Me sinto feliz de saber que estamos concluindo nosso governo com uma equipe que foi atrás das possibilidades e que teve competência de lidar com as complexidades e, junto comigo, construir essa alternativa, junto com as entidade representativas, foi fundamental a participação das duas entidade para construção desse processo, e garanto que nossa população vai gostar do resultado.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>