Squassoni cobra do Senado votação da redução da maioridade penal

Marcelo Squassoni_Câmara (520 x 600)O deputado federal Marcelo Squassoni (PRB) usou a tribuna do Plenário da Câmara Federal na última segunda-feira (24) para cobrar do Senado a votação da PEC – Proposta de Emenda à Constituição que prevê a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. Aprovado na Câmara em agosto de 2016, o texto seguiu para apreciação dos senadores, o que ainda não ocorreu.
Ao cobrar os senadores, Squassoni fez referência a mais um caso de violência que chocou a população no último dia 23 de abril. O assassinato da promotora de vendas Carla Sampaio em sua própria residência, na cidade de São Vicente, na Baixada Santista. Após ter a casa invadida por bandidos, a mulher foi atingida por um tiro ao tentar defender o marido, que entrou em luta corporal com um dos invasores. Ninguém foi preso.
“Na próxima semana estamos programando uma visita ao presidente do Senado para pedir a apreciação da PEC que reduz a maioridade penal de imediato. Não é possível que os senadores mantenham os olhos fechados para essa necessária mudança no código penal, que é um clamor da população brasileira”, ressaltou o deputado, lembrando que a Câmara fez a sua parte votando a polêmica proposta no ano passado.
Squassoni ainda desabafou: “Estou cansado de ver lobistas de diversas corporações virem à Câmara fazer pedidos em causa própria, ninguém pede algo que seja para a coletivade. Então, insisto: o Congresso precisa dar uma resposta à sociedade e votar de uma vez a redução da maioridade”, afirmou.

A proposta
Por 320 votos a favor e 152 contra, a Câmara aprovou, em segunda votação, em 20 de agosto de 2016, a Proposta PEC nº 171/93, que diminui a maioridade penal de 18 para 16 anos nos casos de crimes hediondos – como estupro e latrocínio – e também para homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. Os deputados favoráveis ao texto defenderam a PEC da Maioridade Penal amparados em uma pesquisa que indica o aval de 87% da população brasileira à proposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>