Unidades de Saúde ficam sem energia elétrica

usafa-walter-melo-600-x-423Unidades de Saúde da Família (Usafa) da cidade ficaram sem energia elétrica e, em alguns casos, médicos atenderam os pacientes no escuro. O motivo foi a falta de pagamento.
Na manhã de terça-feira (06), a unidade do Jardim Las Palmas é um exemplo. O médico estava atendendo no escuro para que os pacientes não precisassem voltar para casa. As vacinas que estavam na geladeira corriam o risco estragar.
Conforme usuários afirmaram, a Usafa do Sítio Conceiçãozinha está fechada há cerca de três semanas. No Jardim Conceiçãozinha, o corte de luz foi feito na manhã de terça-feira (6) e a unidade ficou às escuras, mas realizando alguns atendimentos.  Há informação de que outras unidades passaram pelo mesmo problema, como as de Morrinhos e Vila Áurea.

Prefeitura
A Prefeitura de Guarujá informou que recebeu a informação da falta de energia em duas Unidades de Saúde da Família (Usafas): Jandui de Souza Moreira (Jardim Las Palmas) e Gustavo Coelho (Jardim Brasil). Assim que tomou conhecimento, a Secretaria foi tomar as providências devidas, já que o gerenciamento das Usafas é feito pelo Instituto Corpore.
A Secretaria de Saúde esclareceu que fez o repasse de recursos financeiros mensalmente para o Instituto Corpore, responsável pela gestão de todas as Usafas da rede municipal.  Perto da hora do almoço, a Secretaria tomou conhecimento que outras Usafas tiveram o mesmo problema e voltou a solicitar providências do Instituto Corpore, que informou ter efetuado o pagamento das contas de luz junto à empresa concessionária de energia elétrica na manhã de ontem (07). No período da tarde, todo o sistema de energia já havia sido restabelecido nas unidades.
Já a Unidade Sítio Conceiçãozinha, a Administração informou que está passando por um processo de readequação em toda sua rede elétrica e permanecerá sem expediente por um período provisório. Enquanto esta unidade recebe as intervenções necessárias, as pessoas estão sendo atendidas na Usafa Gentil Nunes (Avenida Bento Pedro da Costa, s/n, no Jardim Conceiçãozinha).

Instituto Corpore
As Usafas são administradas por uma organização social, o Instituto Corpore. De acordo com a Prefeitura, a Secretaria de Saúde faz o repasse de recursos financeiros mensalmente ao instituto. ‘’Somente este ano, a Prefeitura pagou o total de R$ 15.779.940,32, entre janeiro e outubro, sendo uma média de quase R$ 1,6 milhão por mês. Dessa forma, a gestão de contas é feita pelo instituto, e não pela Prefeitura’’.
Procurada, a Elek-tro confirmou o desligamento de energia em três unidades e informou que um pagamento foi quitado nesta tarde, permitindo que a situação fosse normalizada ainda na quinta-feira. (Foto: Walter Mello)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>