“Vamos realizar concurso para diretores de escolas e acabar com a pressão política”

Renato do Gama_Pág, 03 (600 x 489)Atendendo a nossa solicitação, o vice-prefeito e secretário de Educação, Renato Marcelo Pietropaolo, mais conhecido como Renato do Gama, recebeu nossa reportagem para uma entrevista exclusiva onde faz um balanço da pasta nesse cinco primeiros meses de administração.

Kits escolares
“O atraso na entrega dos kits de material escolar aos alunos da rede municipal deveu-se que assumimos a Secretaria de Educação em primeiro de janeiro com uma dívida de R$ 18 milhões com os fornecedores, entre eles a empresa que ganhou a licitação para fornecimento de material escolar por dois anos, portanto, precisaríamos quitar primeiro a pendência relativa a 2016 deixada pelo governo anterior para que o material de 2017 fosse entregue. Até pagar essa dívida, não conseguimos entregar os kits na data correta que seria no início do período letivo, mas mesmo assim conseguimos entregar ainda no primeiro bimestre. Para o próximo ano as coisas já estarão encaminhadas, com o nosso Orçamento e o material será entregue no início das aulas, além disso, vamos aprimorar o kit.”

Principais mudanças

“A primeira grande mudança foi estabelecer um padrão de competência para as pessoas que viessem trabalhar com a gente, até porque foi uma orientação do prefeito para que se privilegiasse a capacidade do servidor e o seu comprometimento com o trabalho e isso foi feito. Hoje eu tenho como secretário-adjunto o professor João Perchiore que é uma pessoa conhecida na cidade pela sua experiência e é o responsável por toda a parte pedagógica da Educação, além dele, os diretores são pessoas com extrema capacidade.
Dentro da secretária, na parte de estrutura, nós fizemos com que a educação infantil, a fundamental e a de jovens e adultos ficassem num mesmo ambiente e conversassem entre si, juntamos as três partes pedagógicas numa só para que os diretores e coordenadores de área possam dar uma continuidade na educação. Isso é importantíssimo.”

Estrutura das escolas

“Nas escolas, nós nos empenhamos em janeiro e fevereiro, para que elas tivessem suas estruturas físicas adequadas para receber os alunos no início do ano letivo porque nós tínhamos escolas com problemas nos telhados, na parte elétrica, nas instalações hidráulicas entre outros problemas como falta de carteiras que nos foram cedidas pela rede estadual. Outro problema que encontramos foi no material dos professores. As lousas digitais, que foram compradas por um preço considerável, estavam abandonadas, sem manutenção e muitas quebradas. Mesma coisa com os aparelhos de ar-condicionado. Em resumo, nós pegamos a Educação como o prefeito pegou a cidade. Não foi o que nos passaram na transição que iríamos pegar a pasta em dia com seus fornecedores, com as estruturas em condições e não foi isso que aconteceu.”

Falta de professores

“As atribuições de aulas transcorreram com tranquilidade, mas tivemos problemas com uma ADIN em que o Ministério Público não nos permitia contratar professores em caráter de substituição porque a quantidade de professores era suficiente para atender o número de alunos em salas de aula, então eu tive que fazer uma defesa ao MP explicando que os diretores e toda a equipe pedagógica das escolas é formada por professores que se afastam das salas de aula para assumir essas funções e por isso faltam professores. A contratação vai ser feita no segundo semestre, após o recesso. Hoje para suprir a rede, precisamos de mais 80 professores. Vale ressaltar que nós não liberamos professores para outras secretarias, com exceção de 10 professores para a secretaria de Esportes e na minha própria secretaria liberamos apenas 14 professores para atuarem nos Caecs, metade do necessário, ou seja demos prioridade para o aluno, com o professor na sala de aula.”

Concurso para diretores de escolas
“Para conseguir essa contratação de mais professores, a secretaria teve que se comprometer com o Ministério Público a realizar concurso público, ainda este ano, para as equipes gestoras das escolas o que eu penso ser muito justo, porque o professor foi concursado para dar aulas e, além disso, com diretores e, possivelmente, orientadores concursados a gente diminui a pressão política para preenchimento desses cargos.”

Uniformes
“Apesar da administração anterior não ter deixado previsão orçamentária para essa finalidade, a entrega de uniformes é outra orientação do prefeito e, mais do que isso um compromisso de campanha e uma prioridade e eu posso adiantar que os uniformes já estão em processo de licitação para que seja feita no meio do ano a entrega dos uniformes de inverno. Os alunos vão receber agasalho e duas camisetas e, pela primeira vez no município, daremos também bodies para os bebês das creches. É importante acrescentar que a mesma ata também prevê os uniformes para o verão, que serão distribuídos no ano que vem. “

Sem dinheiro
“Mesmo sem condições financeiras, muita coisa pode ser resolvida com boa vontade. Por exemplo, nós fizemos uma parceria com o Instituto Ana Moser para fazer capacitação dos professores de Educação Física. Estamos realizando o Projeto Caec em Ação, que nada mais é que a própria comunidade fazendo um trabalho voltado para a saúde, documentação, atividades esportivas, culturais e de lazer a custo zero para a prefeitura.
O governo anterior perdeu verbas do governo federal para a construção de duas creches, uma no Perequê e outra na Vila Ligia, mas conseguimos recuperar essas verbas e também já estamos estudando com o departamento jurídico a criação de convênios com escolas particulares para crianças no qual a prefeitura pagaria por aluno com o objetivo de atender mais rápido a demanda por vagas de creches na cidade, além de movimentar a economia da cidade. Hoje são mais de 2 mil crianças esperando vagas em creches. Quero destacar também o Via Rápida que são cursos profissionalizantes gratuitos que são realizados em carretas e dentro dos Caecs. “

Prioridade
“Posso garantir que Guarujá hoje tem um secretário que pensa exclusivamente no desenvolvimento da criança em sala de aula, com bons professores, equipamentos, uniformizadas, com boa merenda para chegarem no nono ano preparados para irem para o Ensino Médio e, posteriormente, uma faculdade. Esse é meu entendimento, priorizar o aluno.“

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>