Vereadores criticam serviços prestados pelo Instituto Corpore

Sergio Santa Cruz (395 x 600)Alvo recorrente de queixas por parte da população e, até mesmo, de seus próprios funcionários, o Instituto Corpore foi alvo de moção de repúdio, aprovada nesta terça-feira (30), pela unanimidade dos vereadores.
O motivo é a repetição de problemas que desde a gestão anterior ocorrem nas unidades de saúde do Município, como falta de médicos, falta de limpeza e, até mesmo, falta de energia elétrica em alguns locais, além de frequentes atrasos de pagamento.
“Mesmo recebendo em dia os recursos pagos pela Prefeitura, essa instituição presta um serviço pior do que a administração direta o faria e, ainda, deixa de honrar seus compromissos, tanto financeiros como éticos”, resume o vereador Sérgio Santa Cruz (PRB), autor da moção – que teve a assinatura dos 17 representantes do legislativo municipal.
Na ocasião, o vice-líder do governo, Mário Lúcio da Conceição (PR) chegou a sugerir a saída da entidade, como solução mais eficaz para os problemas mencionados. “Se não sabe como fazer, peça para sair!”, enfatizou ele, que teve as palavras endossadas pelos vereadores Juninho Eroso (PP) e Naldo Perequê (PPS).
Eroso lembrou que, recentemente, a Usafa do Sítio Conceiçãozinha ficou vários dias sem atendimento em razão de um corte de energia, por falta de pagamento. Já Naldo Perequê destacou que a unidade de saúde de seu bairro está sem telefone, pelo mesmo motivo. “Pra marcar consulta, o pessoal está tendo que ligar para o celular de um funcionário”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

completar *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>