Empresa vencedora da licitação do aeroporto será conhecida em 90 dias

0
30

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário de Guarujá, Alexandre Trombelli, disse ontem, momentos antes da assinatura, pelo prefeito Valter Suman, da ordem de serviço para publicação do edital de licitação do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá, que o vencedor da concorrência pública para concessão e exploração do equipamento será conhecido somente em setembro próximo.
“O edital será publicado no Diário Oficial na próxima segunda-feira e ficará à disposição dos interessados durante 60 dias. Após esse período, os envelopes serão abertos e a empresa que oferecer a maior outorga, cujo valor mínimo é um milhão, será a vencedora. A margem de segurança é de 90 dias”, explica Trombelli.

28 anos
O secretário revelou que a outorga será diluída em 28 anos, sendo que o primeiro depósito acontece após cinco anos, que é o prazo para a empresa providenciar todas as adequações, licenciamentos e obras. A Prefeitura trabalha com investimentos na ordem de R$ 70 milhões, sendo R$ 15 milhões para homologação da pista de pouso e decolagem de aeronaves, além das instalações básicas. Depois de cinco anos, serão investidos mais R$ 35 milhões, quando o aeroporto ficará praticamente completo.

Cinco anos
“Em cinco anos teremos pista, pátio, terminal e garagens provisórias prontas. Também algumas áreas já estarão compartilhadas com a Base Aérea. Depois, haverá a migração para a área de 55 mil metros, concedida pelo Ministério da Aeronáutica, onde estará sendo construído o aeroporto maior e definitivo simultaneamente. O aeroporto vai crescer conforme a demanda”, completa o secretário.

Prefeito
O prefeito Valter Suman disse que vinha trabalhando para chegar à assinatura do documento desde o início de sua gestão. “Foram dezenas de reuniões em Brasília e, depois das tratativas com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que assinou a anuência à concessão da exploração do aeroporto, pudemos chegar a esse momento”, disse, revelando que optou por abrir a licitação municipal e não estadual.

Fase 1
O aeroporto será iniciado de forma provisória numa área já consolidada próxima à entrada da Base Aérea, onde será desenvolvida a Fase 1 do projeto, com a construção de um terminal de 700 metros, reforma e adequação do estacionamento e um píer para acesso marítimo com Santos.

Ano passado
Em novembro de 2018, a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) já tinham publicado no Diário Oficial da União a portaria conjunta de nº 11, alterando o zoneamento da área de 55 mil metros (onde será construído o equipamento definitivo) do uso militar para o uso civil.
O Aeroporto de Guarujá vem sendo trabalhado desde o governo Farid Said Madi, passou pelo governo de Maria Antonieta de Brito e, agora, vem sendo consolidado pelo Governo Valter Suman.
Guarujá tem potencial para 1,3 milhão de passageiros. O mercado também vislumbra o Porto de Santos, Petrobras e Polo Industrial de Cubatão, além das demandas dos cruzeiros marítimos, negócios e operações do Pré-Sal. (Com informações do DL)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here